3 de fevereiro de 2011

Segundo Filho

Resolvi bisbilhotar o Google antes de blogar o que vem passando na minha cabeça sobre o segundo filho. E, de novo, tá lá na primeira página diversos manuais de como deve ser...Todos batem na mesma tecla: QUANDO!!!????

    1. Esperando o segundo filho - Gestantes - Guia do Bebe
      Quando vocês trouxerem o segundo filho para casa, vocês dois já serão verdadeiros mestres no que diz respeito à paternidade/maternidade; não serão vocês, ...
      guiadobebe.uol.com.br/.../esperando_o_segundo_filho.htm - Em cache - Similares

    2. Segundo filho, A chegada do segundo filho Segundo filho


      segundo filho, vantagens, desvantagens, nascimento, segundo filho.
      www.portalsaofrancisco.com.br/.../segundo-filho.php - Em cache - Similares

    3. Crescer - NOTÍCIAS - Segundo filho: quando é a hora de engravidar ...


      No momento de decidir sobre ter mais um filho, as dúvidas são muitas. Com bom humor e planejamento, é possível superar os obstáculos.
      revistacrescer.globo.com/.../0,,EMI814-10515,00.html - Em cache - Similares

    4. Clicfilhos | Matéria: Prontos para o segundo filho


      Saiba como e quando pensar no segundo filho e qual é o "melhor" intervalo entre os ... A vantagem do segundo filho sobre o primeiro é que você já teve uma ...
      clicfilhos.com.br/ler/276-Prontos_para_o_segundo_filho - Em cache

    5. A chegada de um novo irmãozinho - O nascimento do segundo filho ...


      O nascimento do segundo filho traz sempre preocupações aos pais quanto à possibilidade do primeiro filho sentir ciúmes do irmãozinho que está por vir.
      www.alobebe.com.br/site/revista/reportagem.asp?... - Em cache - Similares

    6. O segundo filho - PLANEJAMENTO - Bolsa de Mulher


      Eterno debate: qual a diferença de idade ideal entre irmãos?
      bebe.bolsademulher.com/planejamento/materia/o_segundo_filho/.../1 - Similares
Foto retirada daqui. Descubra a razão do sorriso de Monalisa!
Não é por acaso que todo mundo tem uma opinião de quando você deve ter o segundo filho. Mãe, avó, tia e até alguém que você encontra na fila do banco te cobra o segundo filho. E todos obrigatoriamente tem uma justificativa para determinar esse QUANDO, criança sozinha fica muito mimada, pais que não tem segundo filho são egoístas, enfim, frases não faltam...Mas, e o resto?

Ou seja, NÓS!!! Já houve momentos em que o desejo era só meu. Depois só dele. Até que chegou a hora do desejo ser dela (minha filha). Essa troca de desejos vai se tornando tão intensa que aquele desejo que tive morreu com a mesma intensidade que nasceu, assim como o desejo dele. Depois, voltou. E, agora?

Ter, ou não ter, não é a questão. Muito menos definir o quando. Percebo que o segredo está em ouvir esses questionamentos. Essa transição maluca de desejos vai nos preparando, colocando pouco a pouco os ingredientes pra gente cozinhar, mas só quem pode pegar essa panela pra botar no fogo somos nós. E não dá pra fazer sozinha (não tô falando de sexo, que neste caso, também não dá pra fazer sozinha), é preciso cultivar essa troca de desejo para transformá-lo em planejamento. Ninguém conhece a sua casa ou sua conta de banco a nãos er você. E, detalhe: por mais que sejamos da mesma classe social não somos iguais.

Uma hora é ele quem lembra da grana. Na outra, vai ter de ser você. Tem dia que é você que se preocupa com a casa, mas é ele que lembra da sua alimentação. E assim a gente vai descobrindo esse quando. Precisa estar alerto porque o quando não começa na concepção, mas muito antes do que você imagina. Pra deixar de imaginar é preciso ouvir a si mesma e aos outros da família. Ou seja, seu marido e primeiro filho. Latida de cachorro não entra.

Eu ainda tô aprendendo a ouvir os desejos da casa. Ela não tem vida só pelos humanos, mas o ambiente fala. Demorei muito para encaixar na minha mente uma segunda cama no quarto da Malu. Tanto que cheguei a comprar uma cama ridícula pra Malu, e muito cara. Chegamos até pensar na aquisição da segunda casa e isso fez a Malu pronunciar que não gostava do nosso AP. (afffffffffffffffff, como a gente erra). Tô ainda aprendendo a me perdoar, a nos perdoarmos...Agora, penso em mudar de quarto. Mas não basta pensar, só mesmo na prática pra gente ter certeza. Ou seja, precisa-se agir! Tudo isso, pra mim, faz parte do quando. Mas, definitivamente, ter o segundo filho não é só pensar no quando. Mas, o que mais é preciso pensar?

Posts Relacionados:
Segunda gravidez...quanta diferença!
Segunda gravidez - o que aprendi nesta gestação! 
Segundo filho, segunda gravidez...está preparada?


17 comentários:

  1. não pensa muito não. deixa vir. ter um segundo filho é a melhor coisa do mundo.

    dois filhos dão muito menos trabalho do que um. porque eles se entretem. cuidam um do outro. e não ficam querendo só a sua (ou do pai) atenção

    no começo, vc vai pensar que não vai dar conta de amar dois. e acaba descobrindo que pode amar quantos mais chegarem.

    mas cuidado. dois tá de bom tamanho, né? se bem que eu gostaria de ter tido três :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tenho um filho de seis anos , quando ele nasceu coloquei na minha cabeça que só ia ter um filho . agora faz uns 9 meses que surgiu no meu coração uma imensa vontade de ter mais um. o meu marido quer muito e o meu filho tbm, mas as pessoas da minha fam´lia dizem que não deveria por que nos dias de hoje está muito dificil, isso e aquilo então estou muito insegura , o que devo fazer já que vc tem dois filhos poderia me orientar?

      Excluir
  2. Se me permite falar, acho que pensar muito só atrapalha. É claro que planejamento é importante, mas coração também... ele diz quando. Nosso corpo, nossa vida! E, eu que sou a quinta filha de meus pais, acho um pecado não dar um irmão para meu filho... Como não saber o que é ter um irmão? Significa muito mais que não deixar um ser egoísta, mas deixá-lo saber o que amor de irmão...
    Mas cada um é que sabe. A resposta está dentro de vc. E nem tia, nem amiga, nem cachorro manda!
    abs,
    Beatriz (www.vidadamami.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  3. Olá, descobri seu blog há pouco tempo quando estava procurando qalquer artigo que me ajudasse na educação de minha pequena de 4 anos, gostei desse cantinho.
    Não tive segundo filho e nem sei se terei.Como vc disse podemos ser da mesma classe social mas cada um sabe onde aperta o calo do sapato.
    Ter um segundo filho requer tantas coisas e essas coisas dependem quase sempre de $$$.
    Ex:Não tenho casa própria, não tenho empregada e nem babá.Trabalhamos( eu e marido) o dia todo, minha filha fica com minha mãe.
    Um segundo filho me traria nesse momento muitas despesas.Hoje, esse ano e no próximo não esta em nossos planos um segundo filho e nem nos planos de minha filha que diz o tempo todo que não quer irmãos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Ceila, o segundo filho ainda é idéia distante lá em casa, pelo menos não falamos abertamente sobre isso.

    A verdade é que a vinda do primeiro filho nos trouxe tantas transformações, nos desencaixou de tal maneira, que 2 anos após o nascimento da nossa primeira ainda estamos (eu e marido) tentando nos reincaixar em nossos papéis.

    A vinda de um segundo filho agora, apesar de muito desejada por mim, apenas iria adiar uma série de encaixes que precisam ser feitos na vida do casal.

    Acho que o tempo é diferente para cada um. Eu sempre dizia que queria dois filhos seguidos, e de fato esse é um desejo meu, mas a verdade é que vejo minha primeira filha apenas 4 horas de seg a sex, devido ao trabalho, e ao mesmo tempo que penso que um irmão a deixaria menos sozinha durante o dia, tb penso que a divisão de atenção em relação a ela seria mais difícil.

    Fora a vida como casal, que fica totalmente em segundo plano nesses primeiros anos. Difícil escolha. Eu ainda não fiz a minha.

    Beijos,
    Nine

    ResponderExcluir
  5. Realmente decisão dificil que venho passando a algum tempo. No próximo dia 8 meu filho completa 7 anos e a 5 pelos menos quero o segundo. Marido quis muito a 3 anos atrás eu disse que não era hora, queria esperar minha completa adaptação nos EUA, a 1 ano atras e desde então tenho falado nisso, ele diz que não e vavmos vivendo neste impasse.
    E eu tenho outro agravante a idade, pode ser que eu já não consiga engravidar sem a ajuda da medicina, mais complicado ainda.
    E vamos vivendo.
    bjks

    ResponderExcluir
  6. Tenho uma filha de 3 anos e 3 meses e estou prestes a ganhar a minha segunda. Ter um segundo filho sempre foi importante pra mim, só nao sabia quando.
    Pra nossa decisao ser concretizada comecamos a pesar uma série de fatores: se eu estava pronta para deixar minha carreira pra trás mais uma vez, se iriamos querer perder o quarto de hóspedes para termos mais um quartinho de bebê, se a primeira filha iria gostar de ter um irmaozinho, ou seja uma mistura enorme de coisas triviais com coisas relevantes.
    Mas eu, com 2 irmaos, nao conseguia imaginar a vida da minha filha sem mais alguém. Nao moramos no Brasil, nossa família está toda longe e achamos que é importante ter aquelas pessoas com quem você pode contar sempre. E família geralmente oferece isso.
    Pra mim idade também foi um fator importante, faco 35 este ano e nao queria estar no "grupo de risco" ao engravidar novamente...
    Boa sorte na sua tomada de decisao!

    Karen (http://multiplicado-por-dois.blogspot.com/)

    ResponderExcluir
  7. Ola Ceila,
    Como sabes, tive o primeiro, o segundo e o terceiro de uma só vez! E dá tudo certo. O trabalho e os gastos são duplicados (ou triplicados), mas a felicidade é enorme! A casa está sempre cheia e alegre e vai ser assim por muito tempo! Adoro ter três filhos!
    Beijos,Aline

    ResponderExcluir
  8. Oi Ceila, engraçado ler sobre isso aqui hoje, quando sábado postei algo que tem a ver com este tema que já foi de grande discussão no meu blog e na minha vida. É muito difícil mensurar o desejo com a adaptação e com o futuro, sem falar que a vida as vezes nos prega umas pecinhas, no meu caso eu quis ter o segundo filho bem pertinho do primeiro mas tive um aborto retido e aí tudo rolou por água abaixo... enfim, agora estou com meus caquinhos juntados e super aberta para este assunto, flertando feliz com esta possibilidade, ou mais que isso com a decisão de ter ou não o segundo filho e pronto. E interromper as cobranças da sociedade e minhas também. Passa lá no blog pra ler se tiver um tempinho... e nos arquivos tem sobre quando meu filho me pediu para "comprar" um irmão pra ele...
    beijos! boa sorte na sua decisão... a hora certa acho que cada um de nós sabe lá dentro....

    ResponderExcluir
  9. olá ceiloca!
    segundinho???
    iii...passou...
    hahahaha
    minha vontade está bem assim, passada. E pensar que se dependesse de mim, no ano passado, eu teria tido vários segundinhos.
    como vc disse, essa vontade nasce e morre e a gente nem percebe.
    maridex ainda tem a vontade alí, bem acesa. isaac não quer nem saber de outra criança em casa. e eu ando numa preguiça louca de ter mais um filho.
    acho que ainda preciso arrumar a casa dentro de mim. estou cheia de dúvidas, principalmente com relação a vida profissional, e queria estar bem resolvida antes.
    mas sem pressa.
    temos uma viagem agora em maio e combinamos de só voltar no assunto na volta.
    estou tranquila.
    mas respondendo a sua pergunta...
    quando???
    quando o corpo e a mente estiverem em sintonia com o poder aquisitivo e as vontades todas.
    depois que se tem o primeirinho, o segundinho se torna coisa mais séria ainda...
    acho.
    bjocas

    ResponderExcluir
  10. Dê ao seu filho o que há de melhor. Amamente!
    Quando uma mulher fica grávida, ela e todos que estão à sua volta devem se preparar pra oferecer o que há de melhor para o bebê: o leite materno.
    É muito importante, tanto para o bebê como para a mãe, amamentar até os dois anos de idade ou mais. O leite materno é o único alimento que o bebê precisa, até os seis meses. Só depois se deve começar a variar a alimentação.
    Acontece que nem todas as mães sabem de todos os benefícios e deixam de amamentar mais cedo. Você pode ajudar nessa campanha divulgando materias e informações.
    Caso se interesse pelo tema, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br e participe!
    Atenciosamente,
    Ministério da Saúde

    ResponderExcluir
  11. Em Março um site de Compra Coletiva totalmente diferente de tudo aquilo que você já viu!




    http://www.rsurbano.com.br/




    Com o RS Urbano suas compras coletivas nunca mais serão as mesmas.

    Ofertas diárias de Bolsas, Sapatos, Brinquedos, Relógios, Restaurantes, Entretenimento e muito mais...

    ResponderExcluir
  12. Aaaaa Ceila,
    O quando acontece quando a gente para de pensar nele....

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Tenho um menino de 5 anos e sempre tive medo de ter o segundo filho pois tive uma gravidez muito complicada com sangramentos e resultou num parto prematuro de 7 meses pela minha pressão alta, tenho muito medo ainda mesmo sabendo que uma gravidez não é igual a outra...hj eu e meu marido decidimos que poderiamos ter o segundo filho (essa decisão demorouo pois ele tbem n queria) e me vejo perdida sem saber se tenho coragem realmente....rsrs Mas tenho que decidir logo pois tenho 33 anos e se deixar p depois complica né? Deus queira que Dê tudo certo e que eu consiga realizar esse desejo. Vcs acham que eu possa ter algum problema por ter tido todas essas coisas na 1° gravidez?
    Bjos e Obrigada

    ResponderExcluir
  14. tenho 32 anos de idade e uma linda filha de 8 pra 9 anos, e esse ano me brotou um desejo enorme de ter mais um BB, amaria se fosse um menininho dessa vez, como tive a primeira normal estou com um pouco de medo de como sera a cesaria pois pretendo ligar. fiz a adesão de um otimo plano de saúde e so estou esperando uns meses para parar de tomar as pilulas. fiz exames e esta tudo certo tenho uma menstruação regular, sem problema agora é so esse medinho que encomoda rsrsrs

    ResponderExcluir
  15. hoje achei esse blogue e gostei muito,porque eu tenho muita vontade de ter o meu segndo filho,mas a falta de coragem é´maior ainda...a vida hoje em dia anda muito complicada,,,meu filho ja tem 7 anos,e tenho medo de começar tudo de novo,fraldas,mamadeiras,noites em claro etc.sem falar que agente paga aluguel,eu e meu marido trabalhamos nao quero que as creches é´que de a educaçao do meu filho(filha)e assim vou adiando...quem sabe um dia eu crie coragem de dar um irmaozinho para o matheus,,,bjssss

    ResponderExcluir
  16. Achei esse blog hoje, pois tbem estou numa tremenda dúvida. Tenho uma filha de 4 anos que tbém, como algumas outras crianças tem pedido um irmãozinho a quase 1 ano. Sempre quis ter 2 filhos, mas ainda acho que não está na hora. Moro em ap. próprio, vou começar agora a construir minha casa, do jeitinho que eu quero e na minha cabeça só vou ter outro daqui a uns 2 ou 3 anos. Mas fico morrendo de dó da minha filha, com medo dela se sentir sozinha, meu marido e eu procuramos dar todo o carinho do mundo, mas não é como ter um irmão. Não sei, acho que ainda não vai ser agora..

    ResponderExcluir