13 de julho de 2010

O que é o que é?


“Mãe, tomate é legume ou fruta?”

Legume…

“Sabia! Mas dois amigos meus disseram que tomate é fruta e eu estava errado”.

Você acha que está certo ou errado?

“Certo”!

Tomate é legume, voc ê já provou e gosta de comer no molho.

“Se meus amigos acham que tomate é fruta, então eles podem achar que brocoli é árvore?”

Talvez… não consegui segurar mais e cai na risada…

É engraçado, mas ao mesmo tempo é triste demais. Todo mundo já sabe que o americano come muito mal, o pior é que se eles não mudarem agora o hábito alimentar, mais uma geração de crianças vai crescer comendo fritura, doces e bebendo litros e mais litros de refrigerante, chá adocicado e sucos artificiais.

Ontem mesmo estava caminhando na rua e me deparei com uma mãe bem gordinha, o filho também gordinho e, quando olhei para o carrinho dele, o menino estava com um pratinho cheio de batata frita. Já falei mais de uma vez que não sou contra dar guloseimas para meus filhos, mas isso desde que eles comam frutas, legumes, peixe, frango, arroz integral.

Não era neurótica com alimentação e sempre gostei de frango frito, mas depois que me tornei mãe bateu aquele sentimento de culpa feroz que me fez até encarar as panelas diariamente, apesar de eu ODIAR cozinhar. Depois de quatro anos, confesso que já não odeio tanto assim e até me arrisco a fazer pratos mais sofisticados.

Exatamente por causa disso, o Tomás adora provar novos pratos. Se diverte quando me ajuda a fazer compras, escolhendo morangos, melancia, tomates, bananas e maças. Também aprende outras coisas como reutilizar sacolas de compras, o que é orgânico e não... e mais uma infinidade de coisas que ajudam na sua formação como cidadão do mundo.

Criança não precisa aprender a gostar de hambúrguer, cachorro quente, batata frita, chocolate e sorvete. Elas sempre vão gostar. Afinal, quem não gosta? O que elas precisam é aprender a comer bem desde cedo e isso só mesmo com a ajuda da mãe e do pai.

Lá na casa dos meus pais, eu sou a chata que não deixa os meninos comerem isso ou aquilo, que controla tudo. Aqui em casa, meu marido me acha neurótica com essa mania de comprar , e pagar horrores, em produtos orgânicos. Eu já acho que estou sendo apenas mãe… não posso controlar a violência das cidades, a camada de ozônio e nem o futuro deles, mas hoje, nesse exato momento, posso controlar e escolher o que eles podem ou não comer e isso, acredito, terá um impacto positivo na opção alimentar e, consequentemente, no bem estar e saúde de cada um deles.

Já assinou nosso manifesto? Leia e faça parte desse movimento www.grupocria.com.br

7 comentários:

  1. Adorei o post e concordo com você plenamente. Não podemos mudar o futuro do planeta, mas podemos ajudar sim no futuro dos nossos filhos.
    Um beijo grande!

    ResponderExcluir
  2. OI Sueli adorei o post, eu tenho me preocupado com os habitos alimentares dos meus meninos, confesso que errei por um tempo e tenho penado um pouco para conseguir retomar os habitos saldáveis, mas nunca é tarde , eles ainda são novos.

    Já faço parte do manifesto e vou fazer uma postagem no meu blog sobre o mesmo!

    Parabéns pelo Blog.

    Beijão

    ResponderExcluir
  3. Concordo com você sobre essa questão de ensinar os filhos a comer as coisas boas para a saude deles, pois de comer besteiras eles sempre vão gostar. Na minha família também passo pela situação de me olharem como um extraterrestre quando não permito que entupam minha filha de guloseimas cheias de calorias vazias, corantes e conserventes. Não que ela não tome um refrigerante ou coma uma batata frita de vez em quando, mas procuro evitar o exagero. E a chance de adaptála ao saudável é essa pois depois que os pequenos aprendem a geladeira e se servir, fica mais coplicado exercer esse controle.

    ResponderExcluir
  4. Aii!!E sofro tanto com essa parte da vida materna...tal da alimentação me mata...aff!!!
    www.coisa-de-mae.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. O texto tá ótimo, concordo contigo em tudo e me identifico na parte em que diz que odiava cozinhar e hoje até se arrisca mais na cozinha. Hoje, dependnedo da situação, até gosto, viu? :-)

    Mas eu preciso dizer: tomate é *fruta*! :-)

    ResponderExcluir
  6. kkkkkkkk o duro é que tomate é considerado fruta mesmo!!!! tentei explicar isso pro Tomas, mas nao teve jeito... pesquisei e ai achei uma explicação tomate é uma fruta disfarçada de legume.. ele me olhou com uma cara esquisita... pensou... e foi brinca!!!! kkkk me disse... eu ainda acho q tomate nao é fruta, maça é fruta e a gente não faz sopa de maça... kkkkk teimoso o pequeno!

    ResponderExcluir