Você encararia uma produção independente?